Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2014

Ar

tu a palavraAr”:

 

Pequena, pequenininha

tão simples

tão transparente,

que nem tu, nem toda a gente

aao vê-la passar

 

E afinal,

de tal modo essencial,

que sem ela não podias respirar!

(nem falar, saltar, brincar…)

 

Sofia Cardoso, 10 anos

Anúncios

Read Full Post »

Um barco no mar

Um barco no mar,

andava a ondular

ondas verdes e azuis

de espuma conseguia passar.

 

Um barco no mar,

outras terras ia navegar

para onde o vento o levar,

e quando lá chegar irá parar.

 

Um barco no mar,

estava a navegar mar

uma tempestade o fez recuar

e de novo ele quis voltar.

Francisco Crespo, 9 anos

Read Full Post »

O Figuinho

Quando eu passei na rua

nem queria acreditar

um pobre coitado de pele nua

não parava de piar

 

Apanhei-o devagarinho

vi que não estava magoado

estou a falar de um pardalinho

que tinha caído do telhado

 

Consegui que ficasse vivo

ao tratá-lo com carinho

hoje é um grande amigo

e o seu nome é Figuinho.

Rafael Marçal, 10 anos

Read Full Post »

As nuvens

Flutuam no céu como algodão

Agora brancas, logo cinzenta ou negras

e muitas formas engraçadas elas tomarão.

 

Em dias de tempestade correm no céu,

chuva, granizo e neve elas deitam

e toda a gente precisa de um chapéu.

Depois da chuva com o sol vem o arco-íris,

e as nuvens ficam com diferentes cores

e são lindas como colibris

 

Nos dias de verão embora elas se vão

pois o céu fica azul

e fazemos um piquenique no chão

 

Quando o sol se põe atrás das nuvens

elas ficam amarelas ou até vermelhas

e formam lindas paisagens

 

De noite ficam azuis e roxas

chamando a hora de dormir

e depressa as crianças se enfiam debaixo das colchas.

InÊs Arcângelo, 10 anos

Read Full Post »

A bolinha de sabão

Eu sou a Bolinha de Sabão,

E do fundo do meu coração,

vou-vos cantar uma linda canção.

 

Viajei pelo Mundo,

durante um segundo,

mas caí ao fundo.

 

A voar, a voar,

A dançar e a cantar,

Não há pressa para correr,

o que interessa é viver!

 

A dançar e a cantar,

fui parar a um lugar,

é verdade, meus amigos

que a minha história está a acabar.

Puf!

Beatriz Simões, 10 anos

Read Full Post »

A Imaginação

A imaginação

Não tem limites

Pode ser sim ou não

Tu é que decides

A imaginação

É uma coisa fantástica

Podes imaginar tudo o que quiseres

Pode ser real, pode ser imaginário ou  até mágico

Joana Alves, 10 anos

Read Full Post »

Um dia na escola

Levanto-me muito cedo

Mas não tenho medo

preparei a sacola

Está na hra de ir para a escola

Meto-me no IC19

Mas que grande correria

As aulas começam às nove

E assim começa o dia

Tenho aulas de português

E depois de matemática

Vou para o inglês

E fazemos muita ginástica

História e geografia

Assim continua o dia

À uma vamos almoçar

E aproveitamos para descansar

No recreio jogamos à bola

E falamos sobre consola

E antes de ciências da natureza

Ainda jogamos ténis de mesa

Às seis acaba o dia

Está na hora de regressar

vai longa a poesia

Está na hora de ir brincar

Filipe Varela, 10 anos

Read Full Post »