Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2009

Encontro inesquecível

Era o último dia de escola e a despedida foi horrível. Só de pensar que não ia ver os meus amigos durante 3 meses, até me vinham as lágrimas aos olhos.

Cheguei a casa muito triste, ao contrário dos meus pais que estavam muito contentes, porque o meu pai tinha ganho 3 bilhetes para o Hawaii num concurso de rádio. Como não sabia de nada, fui perguntar-lhes porque estavam com aquela euforia toda.

– Ganhámos 3 bilhetes para o Hawaii filha… vai fazer as malas!

Esta foi a frase que ele me disse. Com tanto histerismo nem reparou que eu estava mal.

No dia da partida, foi uma grande confusão. Primeiro a minha mãe não sabia onde estavam as malas. Depois o carro não tinha gasolina. Lá teve o homem de ligar ao meu tio para trazer combustível. Finalmente estava tudo em ordem, mas eu estava triste com a ideia de deixar os meus amigos. Não me saía esta ideia da cabeça. Para me esquecer tive de começar a mandar-lhes SMS. Num desses SMS perguntei à minha melhor amiga onde ia passar as férias, e qual não foi o meu espanto quando ela respondeu que ia para o Hawaii com os pais e irmãos. Dei logo um grito de alegria. Depois falei com os meus pais e perguntei-lhes se a Diana podia vir passar uns dias connosco e eles concordaram. Depois telefonaram aos pais dela e eles também disseram que sim.

A partir daí fiquei muito ansiosa. Depois disse-te que não podíamos falar nas próximas 3 horas, porque tinha de ir para o avião. Quando entrei lá, bem… Aquilo parecia um mini hotel, muito luxuoso… As camareiras bem vestidas, com o tabuleiro na mão a perguntar se queríamos caviar. Estava no paraíso, pensei eu.

Quando chegámos ao nosso destino, fomos buscar as malas e viajámos de autocarro até ao hotel.

Quando chegámos ao hotel, estavam duas meninas à entrada a oferecerem-nos  uns colares de flores. Entrámos, fizemos o check-in e fomos para o nosso aposento: um quarto com vista para a praia. Espectacular! Aquilo era LINDO !!

Voltei à troca de mensagens com a Diana e quando lhe perguntei onde ela estava, a resposta foi esta :

-Mesmo atrás de ti, amorzão!

Voltei-me e ao vê-la quase que chorei! Foi muito divertido. Fomos à praia, fizemos festas só para nós as duas, víamos filmes de terror…Bem, foi fantástico.

Nunca me hei-de esquecer deste dia fabuloso e não me importava que se repetisse durante 1 mês ou talvez 2.

Quando regressámos à escola, tínhamos muitas coisas fabulosas para contar aos nossos amigos.

Só espero voltar a viver estes dias outra vez!

ÍRIS MONTEIRO NETO  8ºB Nº12

Read Full Post »

O desporto

Primeiro que tudo tenho de me apresentar: eu sou o Afonso, um rapaz de dez anos que anda no quinto ano do ensino básico.

Nesta minha primeira composição, vou falar-vos sobre o desporto.

O desporto é um exercício físico, ou seja, exercício com o corpo. Para fazer desporto é preciso ter alguns cuidados, pois nós podemos magoar-nos sériamente.

Devemos fazer desporto em locais adequados, como por exemplo um  ginásio, ou em lugares em que tenhamos espaço ou em campos próprios para jogar.

O desporto faz bem  porque exercita os nossos músculos e depois aguentamos mais exercício físico e ficamos com mais força.

O desporto deve-se fazer com materiais adequados para cada desporto.

Como conclusão, o desporto faz bem. Todos nós devemos fazer desporto.

Read Full Post »

A minha família

Olá eu chamo-me Mariana Romana, tenho 10 anos e ando na escola Almeida Garrett, que também se chama Escola Azul.

Eu gosto muito da minha família. Mas, em primeiro lugar, eu vou começar por falar de mim. Sou uma menina muito meiga, muito envergonhada mas muito boa amiga e muita querida. A minha irmã chama-se Joana, tem sete anos e anda no 3ºano. Ela é muito “despassarada” mas ela é uma boa irmã e boa amiga.  Mas às vezes discutimos.

O meu pai chama-se Orlando, tem quarenta e cinco anos e trabalha no ACP. Ele está sempre fora a  viajar pelo mundo  fora em trabalho, mas quando está em casa está sempre a ajudar-nos naquilo que nós necessitamos e sempre a brincar connosco.

A minha mãe chama-se Maria, tem trinta e nove anos e trabalha na função pública, ela está sempre em casa e ajuda-nos em tudo o que nós precisamos.

Os meus quatro avós chamam-se Isabel e António José, do lado da minha mãe e Antónia e Francisco Pedro do lado do pai. Eles são muito queridos porque eles dão-me tudo o que eu lhes peço.

Os meus primos chamam-se Gonçalo, Zé Miguel, Tiago e Leonor, do lado da minha mãe e do lado do meu pai só há uma que é a Jéssica. Eles brincam muito connosco e são todos muitos engraçados.

Os meus tios são o Zé Zé, a Elsa, a Susana e o Pedro que são do lado da minha mãe e os do lado do meu pai são a Eulália e o Nélson. Eles, para além de estarem muito distantes de mim e da minha irmã,  estão sempre prontos a querer ajudar.

Eu divirto-me muito com a minha família.

Read Full Post »

A Minha Família

Olá, eu chamo-me Ana, tenho 11 anos, e sou estudante da escola Almeida Garrett. Eu adoro rir, sou brincalhona, adoro ouvir música, ver televisão e ler livros de anedotas, aventuras, comédia. Adoro ver vídeos, fazer teatro, praticar karate e natação. Mas acima de tudo, adoro estar com os meus primos e amigos.

Eu vivo com os meus pais. A minha mãe é gestora de empresa. Ajuda-me a estudar, a ler as palavras em que eu tenho dúvidas, brinca comigo. O meu pai é director  de jogos. È um chato. Ajuda-me a fazer os trabalhos de casa, mas raramente brinca comigo.

Os meus primos vão sempre de férias connosco. Têm uma cadela chamada Katita. A primeira vez que a vi ela ainda era cachorrinho. Era tão linda! Agora já está crescida, já tem quase um ano.

Nos tempos livres com os meus pais, jogamos , fazemos bolos. Quando isso acontece, o que eu gosto mais é de lamber a tijela. Quando a ideia sai da cabeça do meu pai, vamos passear à noite.

Aos fins-de-semana vou ao teatro e à Natação. Depois disso costumo ir sempre visitar a minha tia ou a minha avó.

As minhas férias são passadas sempre em três sítios diferentes: Campo, cidade e praia.

Gosto muito da minha família e adoro estar com ela.

Ana Clara, 11 anos

Read Full Post »

Amigas Inseparáveis

Estava a meio do Verão e já não aguentava . Cada dia parecia uma eternidade, queria ocupar o meu tempo, mas não tinha maneira de o fazer . Já estava a ficar farta e só queria algo para me distrair .

Um dia à tarde, a minha mãe chegou mais cedo a casa.  Interroguei-me pois não era hábito chegar aquelas horas .

– Olá filha , podes chegar aqui um bocadinho por favor ? – chamou a minha mãe com uma voz firme .

– Sim mãe , diz… – respondi, hesitando, pois sabia que com aquela cara o assunto não era algo normal .

– Eu tenho reparado que tens estado muito tempo sem fazer nada, por isso decidi inscrever-te num campo de férias durante duas semanas . Que me dizes?

Ao ouvir estas palavras não tive reacção. Por um lado era óptimo porque pelo menos saía de casa durante algum tempo,  mas por outro…

– Um campo de férias mãe?! – disse bastante revoltada – não conheço ninguém e além disso não quero ir sózinha .

– Agora já é tarde, faz as malas e despacha-te, o campo começa hoje e não quero que chegues tarde .

Agora, sim, já não havia volta a dar. Arrumei todas as minhas coisas dentro das malas e entrei no carro muito contrariada .

A viagem foi longa e silenciosa. Enquanto isso, ia ocupando o meu tempo a pensar nuns planos para fugir dali para fora.

– Vá anda, já chegámos – disse-me a minha mãe.

Tirei as malas do carro e olhei para a quantidade de pessoas que o faziam também . “Ora bolas ! “ pensei para mim .

– Diverte-te ! – disse-me ela dando-me um beijinho na cabeça .

À medida que me ia afastando, a mão da minha mãe ia desaparecendo… O campo era enorme e seria difícil encontrar a minha camarata. Procurei o número da camarata a condizer com o meu cartão, mas nada…

– Precisas de ajuda ? – perguntou-me uma voz de rapariga, muito doce .

– Sim, sou nova aqui e procuro a camarata número 13 – respondi-lhe muito envergonhada .

– Então parece que procuramos a mesma coisa! – disse-me ela sorrindo e mostrando o cartão com um número igual ao meu .

Os dias foram passando e a minha amizade com a Catarina foi crescendo. Passávamos a maior parte do tempo juntas, partilhávamos histórias uma com a outra, ríamos juntas e divertíamo-nos bastante. O tempo foi voando e quando dei por mim estava-me a despedir da melhor amiga que já fizera.

– Vou ter muitas saudades tuas! Gostei tanto do tempo que passámos juntas! – disse-lhe com lágrimas nos olhos.

– Eu também. Mas não te preocupes. Encontramo-nos no próximo Verão – disse-me ela sorrindo e passando os dedos pelos meus olhos .

Entrei no carro , abri a janela e fiz-lhe um último aceno .

Carolina Gonçalves 8ºano

Read Full Post »

Poema

Sinto-me confusa

Neste mar sem fim, nesta vida sem destino ,

Apenas sei que nada do que sonho se torna possível!

Traição?

Sim, um acto inexplicável … há quem diga que é por amor ou simplesmente uma acção repentina

Olho à volta e não vejo a resposta ..

Orgulho?

Sim… o caminho do erro

Desilusões ?

Bastantes… mas nada é suficiente para a decisão certa!
Enfim, amor… Apenas queria falar por actos e não por palavras ..

Paixão! Forte a cada dia que passa…

Ilusões, enfim

Caminho para lá

Porque é que eu caio?

Quando tudo isto parece maravilhoso…

Olhos grosseiros

Mentes solitárias

Inveja do ser e do querer ..

Enfim, amor….

Carolina Gonçalves, 12 anos

Read Full Post »

Os interesses são as actividades que uma pessoa gosta mais de fazer nos seus tempos livres.

Mas, em primeiro lugar quero apresentar-me. Chamo-me Mariana Romana, tenho 10 anos, ando no 5º ano na escola Almeida Garrett. Eu tenho uma irmã chamada Joana que tem 7 anos, e gosto muito da minha família, pois não tenho razão de queixa. A minha melhor amiga é a Andreia porque ela simpatiza comigo e ajuda-me em tudo o que eu preciso.

Em relação aos interesses, uma das minhas actividades preferidas é ver filmes e jogar computador. Quando eu for grande quero mesmo ser actriz ou então pediatra, pois gosto muito de crianças. O meu maior sonho é ter imensos filhos, no máximo 100!.

Muitos dos meus amigos acham que eu sou uma grande amiga, pois já tenho imenso sucesso. Por isso, o que eu menos gosto de fazer é ficar o dia todo fechada em casa.

Quando é verão e estou de férias, o que eu mais gosto de fazer é ir à piscina e à praia. Também gosto muito de passear no jardim zoológico, porque gosto de girafas.

Estes são os meus principais interesses.

Mariana Romana, 5º ano

Read Full Post »